sábado, 6 de novembro de 2004

O importante é relativo

Luciano escreve (06/11/04 - 8:50 hs): O que é importante? Passamos muito tempo de nossas vidas correndo atrás de objetivos que depois de algum tempo se mostram pouco importantes, quando não são inúteis... Tantas noites de sono perdidas, brigas em vão, esforços disperdisados etc... etc... etc... Mas como definir o que é realmente importante? E pra vc o que é importante nesta vida tão breve?

O importante depende do momento, da fase que está. Do pouco que entendo do ser humano e das experiências que vivi, nossa vida é cíclica, então hoje eu quero uma coisa, amanhã não quero mais, depois eu mudo de idéia e volto atrás...

O que é importante pra mim pode não ser pra você. O que é importante é relativo, é subjetivo, é de cada um. A sociedade nos impõe algumas condições e diz que devemos colocar a família, p. ex., em primeiro lugar. Mas se vc nunca teve família? Ou uma família que te apoiasse nos momentos difícieis? Será que a família pra essa pessoa vai ter a mesma importância que tem pra mim ou pra vc?

Quando definimos que algo é importante pra nós, vamos atrás disso, gastamos energia e depois vemos que não é bem isso que queremos, não acho que seja esforço desperdiçado. Alguma coisa aprendemos com essa energia dispensada. Não é mesmo?

Na minha opinião, as pessoas precisam aprender a tirar do negativo coisas positivas. Temos o péssimo hábito de achar que quando algo ruim acontece ou não sai conforme planejamos que foi uma experiência ruim. Mas por que não tirar dessa adversidade algo bom, de crescimento pessoal?

Fica a questão pra você responder...
Postar um comentário